BIO

Pedro Limpo nasceu em Lisboa, cresceu na cidade da Covilhã e enraizou-se novamente na capital. A sua paixão pela música nasceu com o seu pai – teclista e afinador de pianos, Pedro Rodrigues. Estudou música clássica e jazz e a sua abordagem à música passou por vários caminhos, como programador cultural, como estudante, como professor, como músico. Estuda voz com a cantora de Jazz Maria João. Sempre foi apaixonado pela música de Fausto, Sérgio Godinho, Rui Veloso, José Afonso, João Gil, Carlos Paredes, Amália Rodrigues, mas também por Tom Jobim, João Gilberto, Djavan, Edu Lobo, Vinícius de Moraes, Duke Ellington, Bobby Mcferrin, Al Jarreau, tornando a sua linguagem musical abrangente.

Trabalha desde o início da sua carreira com o poeta e escritor algarvio Roberto Leandro, letrista da maior parte dos seus temas.

Neste projecto de originais trabalha regularmente com André Mota (baterista), André Ferreira (contrabaixista), Diogo Santos (piano e teclados), entre outros convidados.

Assume-se com um projecto da sua autoria, “Viragem”, com muitas influências e dentro
de um novo conceito musical criado por músicos portugueses, a Música Urbana Portuguesa (MUP).